O CarismaNotícias › 09/01/2017

Coroa Franciscana reúne fiéis na Catedral de Santo Antônio

coroa_090117
Muita fé e devoção marcam a coroa A devoção mariana marcou a manhã do ‘Domingo da Anunciação’, na Catedral de Santo Antônio, em Duque de Caxias (RJ). A Fraternidade Santo Antônio, vinculada à Ordem Franciscana Secular do Brasil (OFS) realizou este ano, pela primeira vez, a tradicional Coroa das Sete Alegrias de Nossa Senhora, também conhecida como ‘Coroa Franciscana’ ou ‘Rosário Franciscano’.

A Coroa Franciscana é uma antiga devoção franciscana que, segundo os anais da Ordem Franciscana, que celebra as grandes alegrias da Santíssima Virgem até a sua assunção aos céus. Essa oração teve início no ano de 1422 quando um noviço, jovem e piedoso, pensando em sair do noviciado por lá não poder oferecer uma coroa de flores frescas à Santíssima Virgem, teve uma visão na qual Nossa Senhora lhe pedia para que tecesse uma coroa de flores espirituais para ofertá-la com a meditação das sete alegrias que ela teve nesta terra no decorrer de seus 72 anos de vida, segundo a tradição, até ser coroada, de corpo e alma, no céu.

Esta visão foi confirmada por outra visão que seu mestre de noviciado teve acerca do referido noviço. Assim, nos mistérios são meditados as alegrias da Santíssima Virgem por ocasião da anunciação do anjo; do nascimento de Jesus, da visita dos Reis Magos, da apresentação de Jesus no templo; do seu reencontro com Jesus que, quando criança, se perdeu dos pais e foi encontrado no templo entre os doutores; da gloriosa Ressurreição de Jesus e, por último, quando Maria foi coroada no céu.

Muitos fiéis, inclusive de outros grupos e pastorais da paróquia, participaram da Coroa Franciscana, manifestando o seu carinho e grande devoção por Nossa Senhora do Pilar, padroeira da diocese. Espontaneamente, os irmãos e irmãs presentes se apresentavam para meditar cada alegria de Nossa Senhora e orar pelas famílias, pela juventude, pelos abandonados, doentes e pobres; e também para alcançar por intercessão da Mãe de Deus, graças particulares.

A coroa foi encerrada com a oração diante do presépio, na Solenidade da Epifania do Senhor, que corou esse gesto de devoção mariana, encerrando o Tempo do Natal. Essa solenidade é a manifestação da missão salvífica de Jesus Cristo a todos os povos e culturas, cujas figuras estão representadas no presépio pelos Santos Reis Belchior, Gaspar e Baltazar. Vindos do Oriente, com grande alegria adoraram o Menino Deus e lhe ofereceram ouro, incenso e mirra, que simbolizam a realeza, a divindade e a humanidade de Jesus.

A devoção dessa piedosa forma de oração popular marca o resgate das raízes franciscanas da paróquia, que, até 1981, ano de criação da Diocese de Duque de Caxias, pertenceu a Província da Imaculada Conceição do Brasil. Com a criação da diocese, a Catedral de Santo Antônio foi cedida para o funcionamento da nova Cúria, desde então administrada pelo clero diocesano.

A Fraternidade Santo Antônio existe há 56 anos e se reúne, mensalmente, na Catedral de Santo Antônio de Duque de Caxias, todo 4.º domingo do mês, às 9:00 horas, sala 208, Centro Pastoral Frei Willy. A Catedral de Santo Antônio fica localizada na Avenida Leonel de Moura Brizola, 1861, Centro, Duque de Caxias.

Informações da Fraternidade Santo Antônio podem ser obtidas pelo telefone (21) 99188-3388, com o irmão Cláudio Santos, ou pelo correio eletrônico ofs.santoantonio@gmail.com