A InstituiçãoNotícias › 20/03/2017

Frei Almir Guimarães deixa a assistência espiritual da OFS

OFS_200317

“O capitulo é momento de se expressar e buscar o que é melhor para nós, os franciscanos seculares. O Conselho Nacional quer oferecer meios para enfrentarmos os problemas”. Com essas palavras, o Ministro Nacional, Vanderlei Suélio, fez a abertura do XXXVI Capítulo Avaliativo da Ordem Franciscana Secular do Brasil, OFS, realizado de 17 a 19 de março Casa de Retiro São Francisco de Assis, em Campo Largo (PR). No domingo, no entanto, antes da palavra final do Ministro, Frei Almir Guimarães despediu-se da função de assistente espiritual nacional da OFS. Uma moção de agradecimento e de reconhecimento pelos serviços prestados por Frei Almir a OFS do Brasil foi aprovada pelos capitulares. Entre as moções, também foi lembrado o Frei Alberto Beckhauser, OFM , que se encontra enfermo e do ex-ministro Nacional, Paulo Machado, pela proximidade de seus 100 anos de vida, que será em maio.

A mesa, ainda no sábado, foi composta pelo Ministro Nacional, Vanderlei Suélio; o Ministro Regional anfitrião (Regional Paraná e Santa Catarina), Devanir Reis; o Coordenador Geral do Capítulo, André Carreiro Braga e do Assistente Nacional, Frei José Maria, representantes da Conferência dos Assistentes. Também ocorreu a apresentação das Áreas e dos Regionais, em que todos estavam representados. O ministro solicitou que cada ministro apresentasse o que cada Regional faz de melhor. Após as palavras de abertura, uma Celebração Eucarística foi presidida pelo presidente da Conferência dos Assistentes, Frei José Maia e concelebrada pelos demais assistentes. Estava presente o Secretário Nacional da JUFRA do Brasil, Washington Lima, que também é convocado para o Capítulo.

No sábado à tarde, o tema do Capítulo “Franciscano Secular: revisitar seu interior em vista da Missão” e o lema: “Uma formação que motive e reascenda a chama” foram trabalhados por Maria José (Mazé), do Regional de Sergipe e Bahia.
Maria José (Zezé) chamou a atenção de todos para o revigoramento do carisma, destacando pontos que devem ajudar aos representantes regionais para que possam trabalhar no revigoramento das fraternidades.

OFS_200317_1

A palestrante destacou que devemos revisitar, como forma de reconstruir, recordar, reviver o nosso ponto de partida. “Revisitar em busca da missão permite refazer o caminho”, disse ela. Que cada um deve se permitir despertar para o novo, na dinâmica do caminho. Ela destacou que essa dinâmica do caminho deve está sempre em processo, não está pronta, acabada…, que exige meta, determinação, definição de rumo a seguir: saber de onde partir e aonde quer chegar.

Ainda acrescentou a palestrante, “não se acomodar, não entregar os pontos, não parar de criar e recriar… que depende do movimento… Se não há movimento o caminho desaparece… Jesus é o caminho, a vida é caminhada. O seguimento de Jesus só é possível na dinâmica do caminho” ressaltou.

Mazé reforçou sobre como manter a chama acesa é rejuvenescer, que é necessário para se abrir ao novo. “No mundo de hoje é preciso buscar o novo, pois não há espaço para o velho. As instituições envelhecem, mas suplicam que sejam ajudadas a rejuvenescer, que as fraternidades se abram para as novidades do mundo moderno, porém sem perder a essência da espiritualidade”.

OFS_200317_2

Além da reflexão sobre a palestra, foram apresentados os relatórios do Conselho Nacional, uma reflexão sobre a atuação da assistência espiritual e a contribuição que os assistentes podem dar para a visita fraterno-pastoral. Também, o Coordenador Nacional de Comunicação, Edmilson Brito, fez uma explanação sobre o sistema de cadastro da OFS. Sobre esse último ponto foi aprovada uma resolução para que as fraternidades concluam o cadastro Nacional online dos membros das fraternidades até 31 de maio deste ano e caso descumpram um valor da Carteira de Identidade do Franciscano Secular, que será impressa a partir dos cadastros, terá um acréscimo no valor a ser revisto pelo Conselho Nacional.

Todas essas reflexões do Capítulo serão copiladas em um documento que será encaminhado aos Regionais e aos participantes do Capítulo. Assim, com a participação de representantes de todos os Regionais da OFS do Brasil, terminou por volta de meio dia do domingo, 19 de março, o Capítulo Nacional Avaliativo, na cidade de Campo Largo, no Paraná, que ocorreu de 17 a 19 de março.

Ao final, o Ministro Nacional da OFS do Brasil, Vanderlei Suélio, agradeceu a todos e ao Regional Sul 1, Paraná, pelo empenho para a realização do Capítulo e pela acolhida à todos os capitulares.

Texto e fotos: Edmilson Brito, Coordenador Nacional de Comunicação da OFS