Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 09/04/2017

A entrada triunfante de Jesus em Jerusalém

Domingo de Ramos

350_RamosMt 27, 11-54

“Ele era mesmo o Filho de Deus”

Neste domingo de Ramos, somos convidados a sermos sensíveis com a realidade assumida por Cristo em prol de nossa Salvação e da humanidade. Esta é a Boa Nova apresentada a todo mundo. O drama assumido por Jesus em sua prisão, sofrimento e morte. É o sinal visível do profeta, de ontem, de hoje e de manhã, que independente das circunstancias em que nos encontramos, nos revela que Ele carrega conosco as cruzes da vida, que comunga de nossas dores e aflições, para que possamos crer que Ele é portador de um Reino Celestial. Somos convidados a trilhar o caminho da cruz que leva à santidade.

Se repararmos bem na Bíblia, veremos que antigamente, havia um povo que sofreu bastante a perseguição e a escravidão no Egito. Para sair dessas dificuldades, Deus enviou o seu mensageiro. Deus nos enviou o seu Filho muito amado, ungido e primogênito de todas as criaturas. Atualmente, como no antigo Egito há pessoas, idosos e crianças, que estão passando por várias necessidades que nem sequer tem o mínimo. Porém, cada um é chamado a amparar o seu próximo neste imensurável amor que Cristo nos deixou.

Somando a ideia antecedente, podemos afirmar que o grande amor consiste em salvar e dar a vida ou mesmo morrer pelos irmãos, por isso a caridade se apresenta como estilo de vida, que é viver num só espírito e fazer-se um só sem fronteiras. Por causa do amor com que Deus que nos amou por primeiro no sacrifício do Redentor.

Reflexão feita pelos noviços