A InstituiçãoNotícias › 17/04/2017

Frei Vanderlei será ordenado diácono neste domingo

vanderlei_170417-450Moacir Beggo

Com o lema “Dei-vos o exemplo para que façais o mesmo que eu vos fiz”, Frei Vanderlei da Silva Neves será ordenado diácono no próximo dia 23 de abril, na Matriz São Luiz Gonzaga, em Xaxim. Ele será ordenado pelo bispo diocesano de Chapecó Dom Odelir José Magri.

Frei Vanderlei é natural de São Paulo (SP), onde nasceu em 20 de agosto de 1982, tendo agora 34 anos. É filho de Maria do Socorro e Valdecy Pereira Neve, pais também de Wagner da Silva Neves. “Na minha infância sempre fui incentivado, sobretudo pela minha mãe, a participar das missas. Na época tínhamos um padre que se destacava pelo seu jeito simples e acolhedor (Padre Nicolau), o que despertou minha admiração. Também tive a graça de ter dois catequistas que marcaram minha vida – sr. Geraldo e sr. Rafael -, que trabalhavam em equipe e falavam da Igreja e de Cristo de uma maneira que despertava o interesse dos catequizandos. Lembro-me que era muito difícil alguém faltar tamanha a capacidade destes dois de fomentar a fé”, explica Frei Vanderlei.

São Francisco, contudo, entrou em sua vida pela fibra ótica. “Pesquisava na Internet livros e artigos, e, quanto mais eu lia, mais queria conhecer a vida deste santo”, conta, até que há dez anos tomou a decisão de ingressar na vida religiosa franciscana: “Lembro-me de que senti muito medo em abraçar definitivamente esta nova forma de vida. Tinha meu trabalho, que eu gostava muito”, confessa.

E foi pela Internet que conseguiu o telefone do Convento São Francisco, em São Paulo, e pôde marcar uma conversa com o Frei Nazareno Lüdtke, promotor vocacional do Convento. “Após alguns dias, me atendeu alegremente. Conversamos por mais de uma hora”, recorda, iniciando o acompanhamento vocacional em 2006.

“Em 14 de fevereiro de 2007 estava prevista a minha chegada ao seminário de Ituporanga, mas não consegui chegar nesta data por conta de forte dor gerada por um cálculo renal. Mas, uma semana depois lá estava”, revelou.
Em 2008, Frei Vanderlei fez o Postulantado, em 2009, o Noviciado, fazendo os primeiros votos em 3 de janeiro de 2010. De 2010 a 2012 morou em Rondinha para cursar Filosofia. A Teologia cursou-a em Petrópolis, onde morou de 2013 a 2015 no Convento do Sagrado. Em 2016 foi transferido para Fraternidade São Francisco, em Campos Elíseos e professou solenemente na Ordem dos Frades Menores em 6 de dezembro de 2014. Após a conclusão do curso de Teologia, foi transferido para a Fraternidade São Luís Gonzaga, em Xaxim, SC, onde será ordenado diácono, um serviço de que ele fala, a seguir, como vai exercê-lo.

Site Franciscanos – Como você vê esse novo passo na sua vida religiosa?

Frei Vanderlei – Estou muito feliz por dar este novo passo. Agradeço a Deus, à Província, a todos os meus formadores e a todos os frades que tive a oportunidade de conhecer. Com certeza neste novo passo somos chamados a servir de maneira muito mais profunda à Igreja, à Província e a todo Povo de Deus. Neste pouco tempo que estou morando na Fraternidade São Luiz Gonzaga, percebo que os frades são procurados diariamente por muitas pessoas para abençoá-las, mas sobretudo para ouvi-las contar seus sofrimentos e seus dramas existenciais. Por isso, vejo que este novo passo deve ser marcado pela disponibilidade e pela compaixão.

Site Franciscanos – O que significa para você ser diácono da Igreja?

Frei Vanderlei – Creio que ser um diácono da Igreja é assumir de maneira gratuita a postura de Jesus: “… O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir” (Mt 20, 28). Daí podemos compreender que o ministério do Diácono é o chamado ao serviço a Deus, à Igreja e ao próximo.

Tomar a postura daquele que serve é assumir a missão de cuidar: cuidar para que os serviços na celebração dos divinos mistérios sejam desempenhados da melhor maneira possível, mas sobretudo cuidar para que a Palavra de Deus possa sempre estar presente naquele que livremente assume a missão de diácono. A missão do diácono na Igreja é fazer com que as pessoas sintam o abraço acolhedor da Igreja e de Cristo.

vanderlei_170417-convite