Um apelo pela paz no Oitavário na Festa da Penha

Frei Gustavo Medella e Érika Augusto (texto e fotos)

Vila Velha (ES) - A quinta-feira, véspera de feriado, amanheceu com chuva em Vila Velha. Mas logo o sol apareceu, indicando que seria mais um dia quente na cidade capixaba. A Celebração Eucarística deste quinto dia do Oitavário teve a participação da Área Pastoral Serra-Fundão, e foi presidida por Pe. Jones Teixeira e concelebrada pelos padres e diáconos daquela área e pelos frades do Convento da Penha, do Santuário Divino Espírito Santo e de outras fraternidades.

Era grande a expectativa pela chegada do andor com a imagem de Nossa Senhora da Penha. Ao contrário dos dias anteriores, hoje ela foi trazida pelos militares, que se reuniram na Prainha às 14h para subirem com o andor. O Corpo de Bombeiros, Exército e outros grupamentos estavam reunidos junto ao busto de Frei Pedro Palácios, que fica em frente à Câmara Municipal.

A imagem foi trazida em procissão pela Marinha, que estava acompanhada do Pe. Ricardo Ventura, Capelão Naval. Todos os militares estão se uniram para seguir em procissão até o Convento da Penha. Pelo caminho foram entoados cantos de louvor e a oração do Terço. Alguns fiéis acompanharam o grupo na subida até o Campinho.

A imagem foi levada em procissão pelos militares até o presbitério, sob aplausos dos fiéis. Alguns deles permaneceram em pé, no corredor, durante toda a celebração.

O pregador escolhido para este quinto dia de Oitavário foi o Pe. Fernando Souza, da Paróquia São Francisco de Assis, em Laranjeiras. Em sua homilia, ele destacou a questão da paz, afirmando que é missão de todo batizado promover a paz. Ele afirmou ainda é um direito dos cidadãos cobrar das autoridades a paz na sociedade.

O evangelho do dia, extraído de Lc 24,35-48, relata a aparição do Ressuscitado aos discípulos. “Jesus aparece no meio dos apóstolos e diz: a paz esteja convosco. O Cristo Ressuscitado deseja a paz que vem de Deus. É justamente esta paz que nós, capixabas, tanto necessitamos. Interceda a Deus por nós, ó Mãe da Penha”, pediu o pregador.

No momento de ação de graças, alguns acolhidos da Fazenda da Esperança entraram em procissão, levando rosas nas mãos.

MOMENTO DEVOCIONAL

Como de costume, o momento devocional abriu o Oitavário no Convento da Penha. A oração foi presidida por Frei Valdecir Schwambach, que convidou os presentes a rezarem:

Senhora da Penha, Mãe de Deus e Mãe nossa
Aqui estamos, diante de Vossa milagrosa imagem
Sabemos que Deus Vos fez distribuidora das graças
Sobretudo aos humildes e mansos de coração
Por isso, vos pedimos: dai-nos sobretudo um coração humilde como o Vosso, para termos a alegria da Vossa bênção
Pelo poder que recebestes de Vosso Filho Jesus
Protegei-nos de todo o mal, voltai os Vossos olhos misericordiosos para nós, vossos filhos
Socorrei-nos em nossas necessidades
Fortificai a nossa esperança
Quando Jesus carregou a Cruz ao calvário Vós estáveis ao lado dele
Ficai ao nosso lado em nossos sofrimentos e fraquezas
Dai-nos a alegria e o consolo de Vos sentir sempre perto de nós
Como Mãe atenta e compassiva
Rogai a nós por Deus.

penhab_200417A reflexão foi conduzida por Frei Djalmo Fuck, pároco do Santuário Divino Espírito Santo, em Vila Velha, que manifestou sua alegria por estar participando pela primeira vez da Festa da Penha. O frade falou sobre o perdão e a misericórdia. “Maria, a Virgem da Penha, é a mãe que perdoa, por isso é a mãe do perdão, da reconciliação”, afirmou. O frade ressaltou que os fiéis que sobem até o Convento da Penha para celebrar o Oitavário devem sair de lá transformados. “Não é possível descer desta montanha santa sem sepultar, sem deixar aqui todo ódio, todo rancor, toda raiva e ressentimento”, exclamou.

Frei Djalmo afirmou que todos chegam aqui em busca do perdão de Deus. E porque são perdoados, devem sair daqui modificados. “Queremos descer desta montanha com um coração transformando, reconciliado e porque não dizer transfigurado”, concluiu, recordando que os frades celebram neste mesmo lugar, no mês de agosto, o Perdão de Assis.

oses_200417

ORQUESTRA SINFÔNICA DO ESPÍRITO SANTO NA FESTA DA PENHA

Na noite desta quinta-feira, dando continuidade à programação noturna na Festa da Penha, aconteceu a apresentação da Orquestra Sinfônica do Espírito Santo (Oses), sob a regência do maestro Elder Trefzger, diretor artístico da Oses e maestro titular da Orquestra Sinfônica do Estado do Espírito Santo, e com a participação do violinista Filipe Dost como solista e da cantora lírica Natércia Lopes.

A apresentação aconteceu no Santuário Divino Espírito Santo, que estava lotado. No repertório peças de Mozart, Tchaikovsky, Bizet e a conhecida Ave-Maria, de Bach-Gounot, executada com a solista Natercia Lopes, aplaudida de pé, assim como a orquestra.

No bis, uma marcha de Strauss e o maestro pediu à plateia para acompanhar com palmas.

A Festa da Penha continua nesta sexta-feira, com o Oitavário às 14h30. À noite, o Campinho receberá o show de Frei Florival, Frei Paulo César e os Jovens da Terra Vermelha.

VEJA MAIS IMAGENS DO QUINTO DIA DO OITAVÁRIO:

VEJA IMAGENS DA APRESENTAÇÃO: