Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 05/06/2017

A ganância destrói

Tempo Comum

05Mc 12, 1-12

“Este é o herdeiro vamos matá-lo,
e a herança ficará para nós”. (Mc 12,7)

No evangelho de hoje, Jesus nos apresenta a parábola dos agricultores gananciosos e assassinos, que a todo custo pretendem ficar com a vinha e a herança que não lhes pertence.

Porém, como sabemos, só há um proprietário, “Deus”; um herdeiro, “Jesus”, e uma vinha, nós, o povo, a quem o Senhor constantemente envia os seus servos, profetas que anunciam o amor, a paz e denunciam as injustiças, as opressões, motivos que muitas vezes o levam a pagar um alto preço nas mãos dos “agricultores” assassinos, que acham que matando  servos do Pai, o seu nome se extinguirá. Assim, também nós, várias vezes, temos sido os ‘agricultores assassinos’ quando fechamos o nosso coração às palavras dos profetas de hoje.

Portanto, a exemplo de São Bonifácio, que hoje celebramos e que foi martirizado pela causa do Evangelho, ouçamos suas palavras: “Não sejamos cães mudos, não sejamos sentinelas calados, não sejamos mercenários que fogem dos lobos, mas pastores solícitos, vigilantes sobre o rebanho de Cristo” (Das Cartas de S. Bonifácio). Peçamos, neste Dia Mundial do Meio Ambiente, para que na vinda do Senhor encontre a sua vinha dando frutos de alegria, amor e paz.

Reflexão feita pelos noviços.