Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 19/06/2017

Solidariedade para com os inimigos

Tempo Comum

19Mt 5,38-42

‘’Dê a quem lhe pede, e não vire as costas a quem lhe solicita um empréstimo’’.

Fomos criados com grande amor; do mesmo modo que Deus nos ama, também devemos amar uns aos outros, porque o amor é a nossa verdadeira essência e é o caminho que nos leva a encontrar a paz que tanto desejamos e a vida que queremos. Mas para pôr em prática os princípios do verdadeiro amor, temos exigências e uma grande atenção às necessidades dos irmãos.

Neste trecho do Evangelho, Jesus apresenta uma referência baseada não na lei da justiça judaica, isto é, o que é devido a cada um, mas na lei da graça e do amor.

“O amor não pratica o mal contra o próximo; de sorte que o cumprimento da lei é o amor”, diz o apóstolo Paulo em Romanos 13, 10.

E seremos bem-aventurados por Deus, como diz o Beato frei Egídio: Bem-aventurado aquele que ama sem ser amado, que teme sem ser temido, servi sem ser servido, se comporta bem com os outros sem desejar que os outros se comportem bem com ele (Sabedoria de um simples pg.36).

 Reflexão feita pelos noviços