Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 01/07/2017

A fé e a humildade do centurião

Tempo Comum

sabor_010717Mt 8, 5-17

“Senhor, eu não sou digno de que entres em minha casa. Dize uma só palavra e meu empregado ficará curado.”

O Evangelho de hoje nos apresenta um homem que, apesar de seu alto posto no exército romano, é humilde e tem uma grande fé. O centurião romano crê em Jesus e tem consciência de quem Ele é: “Senhor, eu não sou digno de que entres em minha casa.”

Perfeito é só Deus, nós estamos neste caminho de perfazer-se e ter abertura de coração para estarmos inteiramente possuídos por Deus. Quando o centurião reconhece seu pecado e suas faltas, ele pode abrir-se para receber o Filho de Deus, que veio para levantar os caídos e pecadores. Jesus não se afasta dos pecadores, é justamente para eles que sua missão se faz necessária.

O centurião mostra-nos um exemplo de fé e confiança, enquanto que a sogra de Pedro apronta o serviço. Assim que foi curada se coloca a serviço, deste modo os dois personagens, de realidades diferentes, fazem a mesma experiência de pôr-se a serviço do outro; em suma, indicam o modo de como a fé sustenta a nossa vida como cristãos na caminhada de busca e lutas. Jamais duvidemos do poder salvador de Jesus e jamais tenhamos receio ou medo de recebermos o Cristo em nós, Ele se faz salvação em nossa morada toda vez que, de coração sincero, o recebemos com fé e humildade.

Eu creio Senhor, mas aumentai a minha fé!

Reflexão feita pelos noviços.