Vida CristãFrei AlmirArtigos › 27/10/2017

Da oração

perola_271017“Muito pouco reza quem tem o hábito de rezar só quando se põe de joelhos; mas nunca reza quem, mesmo ajoelhado, se deixa arrastar pelas divagações do coração. Por isso, aquilo que queremos ser como orantes, devemo-lo ser já antes do tempo destinado à oração. Pois, necessariamente, as disposições da alma, durante a oração, dependem do seu estado anterior, e ela ou se eleva para as coisas celestes ou mergulha nas terrenas em conformidade com os pensamentos em que se deteve antes da oração.”

João Cassiano, “Da oração“, pág, 101