Tríduo: “Quem tem fé está sempre a serviço”

Moacir Beggo

Blumenau (SC) – Com o tema “Maria, Mãe da Fé”, foi encerrado na noite desta terça-feira, 10 de outubro, o Tríduo em preparação à Festa de Nossa Senhora Aparecida em Blumenau (SC). Frei Pascoal Fusinato presidiu a Celebração Eucarística, às 19 horas, no Santuário de Nossa Senhora Aparecida.

festa_101017_2Na sua homilia, Frei Pascoal se concentrou em dois aspectos do Evangelho que demonstram a fé de Maria, uma jovem simples da periferia da Galileia, que segundo estudiosos tinha por volta de 16 anos. Mesmo assim, ela teve uma atitude madura quando soube que ia ser mãe do Salvador. “Maria não entendeu nada. Nem do ponto de vista biológico, científico, humano. Se Deus quer, se Deus faz, eu topo a parada. Eu sou a serva do Senhor. Eu estou aqui para servir a Deus. Faça-se em mim segundo a sua palavra. Maria tem uma atitude disponível. Eis a serva”, explicou Frei Pascoal.

Segundo o frade, Maria exemplo de humildade e obediência ao Pai. Essa disponibilidade vai se manifestar também quando ela fica sabendo que sua prima Isabel está grávida. “Apressadamente, nos diz o Evangelho, ela sobe a montanha, onde morava sua prima. Fazer o quê? Ajudar a prima que estava no sexto mês de gravidez. Já era uma mulher idosa e sua gravidez necessitaria de cuidados. Maria não pensou para ajudar. Quando nasceu João Batista, ela voltou para casa. A fé leva a ajudar os necessitados”, enfatizou Frei Pascoal.

“Quem tem fé está a serviço”, reforçou o celebrante. “A fé sempre nos leva ao amor, ao serviço, não só de Deus, mas dos irmãos. Nesta noite, quero deixar esses dois pontos para reflexão: A minha fé me leva ao serviço, me leva a ajudar os outros? Vamos pedir a Deus que nos dê essa capacidade que deu a Maria de se colocar a serviço”, completou.

O último dia também foi da bênção dos pães de Santo Antônio. Desta vez não teve a imagem de Santo Antônio, mas de Nossa Senhora. “Santo Antônio era muito devoto de Maria”, lembrou o presidente da Celebração.

Este último dia do Tríduo, teve a participação de empresários, comerciantes, do Movimento Lareira, Clube de Mães, coordenadores e equipes da Festa, comunidades e CPC do Santuário. O dia terminou em macarronada e bingo. Já nesta véspera do Dia da Padroeira, às 11 horas, começa o churrasco e, a partir das 16 horas, todas as atrações externas. Na Celebração Eucarística, que será presidida pelo pároco e reitor Frei Nélson Hillesheim, às 19 horas, o tema será  “Maria, Mãe da Solidariedade e do Amor”.