Dom Rafael Biernaski pede pelo Brasil à Padroeira

Moacir Beggo

Blumenau (SC) – O Santuário Nossa Senhora Aparecida, em Blumenau, fez uma das maiores manifestações de fé dos catarinenses à Padroeira do Brasil neste dia 12 de outubro. O sol apareceu de manhã, ainda que timidamente, quando a Imagem Peregrina da Mãe de Deus deixou a Catedral de São Paulo Apóstolo nas mãos do bispo diocesano, Dom Rafael Biernaski, e do pároco da Catedral, Padre João Bachmann, em carreata até o Santuário.

Às 8h45, o pároco e reitor do Santuário, Frei Nélson José Hillesheim, acolhia Dom Rafael, Pe. João e a Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida, que terminou sua peregrinação na Diocese como parte das celebrações pelos 300 anos da aparição da Imagem no rio Paraíba. A Imagem foi saudada com fogos quando chegou perto do Santuário e um cordão formado por crianças recepcionou Dom Rafael.

Às 8h30, já não se podia mais caminhar com tranquilidade no entorno do Santuário. A igreja ficou tomada. Um telão e caixas de som transmitiram a Missa Solene para os fiéis do lado de fora. Às 9 horas foi aberto um corredor no centro da igreja para a procissão de entrada. Apoiado por uma grande equipe de músicos e cantos, o povo catarinense mostrou toda a sua fé na Padroeira e cantou a pleno pulmões durante toda a Celebração. Difícil não se emocionar.

aparecida_121017_3

Frei Nélson recebe a Imagem Peregrina de Nossa Senhora Aparecida no Santuário 

Frei Nélson saudou Dom Rafael, os celebrantes, o povo e pediu para que Nossa Senhora olhasse pelo povo brasileiro e por nossa Pátria, que vivem momentos de crises e grandes dificuldades. Entre as autoridades presentes, o prefeito de Blumenau, Napoleão Bernardes Neto, que participou durante toda a Celebração no meio do povo. Ele foi um dos alunos de Frei Nélson no Colégio Bom Jesus de Blumenau.

Dom Rafael pediu para que todos dirigissem os pensamentos a Aparecida, onde está a imagem original de Nossa Senhora. “300 anos de Aparecida! É um fato único na história. E aqui nós nos unimos a este acontecimento especial na história do Brasil”, disse. “Dali partem todas as graças, todas as bênçãos ao povo brasileiro. E definitivamente esta graça da Mãe Aparecida, dali, estende-se hoje para todos nós”, acrescentou, preparando o povo para esta grande celebração de Ação de Graças.

aparecida_121017_4

“É ela, Nossa Senhora, que nos reúne nesta festa jubilar. Somos colocados por ela no coração do seu Divino Filho Jesus. Por isso, estamos fazendo, neste momento, sob seus cuidados, a memória de Deus, a memória do seu amor por nós. Deus nos ama. Ela se colocou à disposição desse amor de Deus. E Jesus nos diz: ‘Quem me vê, vê o Pai’. E o Pai quer que cada um dos seus filhos participe plenamente da alegria e da realização da vida”, exortou.

Dom Rafael comentou as leituras da Celebração. Primeiro, a figura da rainha Ester, aquela que foi agradável ao rei, que concedeu qualquer pedido que ela fizesse ao seu coração. E ela pediu pela sua vida e a de seu povo. A rainha Ester é o modelo de uma intercessora. Depois, na segunda leitura, do livro do Apocalipse (Ap 12, 1),  encontra-se com destaque a figura de uma mulher: “Apareceu um grande sinal no céu: uma Mulher revestida de sol, a lua debaixo dos seus pés e na cabeça uma coroa de doze estrelas”.  “Esta mulher é o povo de Israel, é a Igreja, a comunidade, que está gerando viva. Deus gera vida. Esta mulher é cada uma de nossas famílias. Esta mulher do Apocalipse é cada um de nós, onde Deus deseja criar a vida, o amor, a realização plena”, explicou.

aparecida_121017_1

Devoção à Mãe de Deus durante todo o dia. Todos queriam tocar a imagem de Nossa Senhora.

No Evangelho das Bodas de Caná, novamente a figura da intercessora, segundo o bispo. Maria é aquela que adianta a hora de Deus, que sabe a hora em que passamos necessidades, aflições e sofrimentos, que precisamos de uma intervenção divina. “Maria é a mediadora. É ela escolhida para que Jesus entre em nossa humanidade, em nossa vida. E ela diz: ‘Fazei tudo o que ele vos disser’. O que é que Jesus diz quando vê as seis talhas vazias. ‘Enchei de água essas talhas’. A água é o Espírito de Deus”, ressaltou Dom Rafael.

Com a água e com o vinho, a nossa vida pode ser alegre, disse Dom Rafael, pedindo em favor do povo brasileiro. “Quando temos o Espírito de Deus, quando temos o seu amor, a nossa vida se transforma, fervilha de alegria. Deus nos realiza. Podemos ter saúde ou enfermidade, estarmos nascendo ou morrendo, passando grandes necessidades, quando temos a presença de Deus entre nós, estabelece-se a verdadeira alegria, o reino da presença da comunidade”, observou o bispo.

aparecida_121017_5

Dom Rafael deu a bênção com a imagem do alto e Pe. João jogou pétalas de rosas na multidão.

“Esse Deus quer nos transformar nesta vida nova. E ela, neste momento, quer transformar o Brasil, quando o egoísmo e o mal ameaçam devorar a nossa Pátria, devorar nossas famílias, devorar nossa Nação. Façamos como Ester, peçamos a Maria para que intervenha junto a Deus para que de novo se estabeleça no coração dos homens o bem”, pediu, recordando que foi assim que fez Jesus no coração de Zaqueu, homem perverso e corrupto. “Deus vai ao coração de Zaqueu e o transforma, entra na sua vida e ele se torna generoso, bom e santo. É esta a esperança que nossas famílias, nossos corações, nosso Brasil, podemos ter na festa de Aparecida”, completou, encerrando sua homilia com uma prece de agradecimento a Maria por 300 anos de graças.

No final da Missa, Dom Rafael, com a imagem de Nossa Senhora, Frei Nélson e Padre João sobrevoaram de helicóptero o Santuário, despejando pétalas de rosa sobre a multidão. Pe João jogou também seis mantos de Nossa Senhora. As pessoas que conseguiram os mantos poderão retirar depois a imagem de Nossa Senhora na Catedral.

Segundo o pároco e reitor, Frei Nélson cerca de 10 mil pessoas deverão passar pelo Santuário neste dia. As pessoas formam filas diante da imagem de Nossa Senhora. Uma tradição dos catarinenses neste Santuário é trazer flores para Nossa Senhora. O presbitério se tornou um grande jardim em homenagem à Mãe de Deus.

Nas barracas, o mais pedido é o churrasco, e estão previstos 4.500 pratos durante o dia.

aparecida_121017_6

Na Celebração presidida por Frei José, às 15 horas, dá para se ver a quantidade de flores aos pés do altar de Nossa Senhora

Frei José Bertoldi celebrou às 15 horas, também com a igreja lotada. Destaque para os franciscanos seculares do Regional da OFS Sul 2, que saíram em peregrinação para estarem no Santuário às 15 horas. Frei Bertoldi fez um paralelo dos dois milagres que aconteceram por intercessão de Nossa Senhora. O primeiro, há 300 anos, com a pesca milagrosa no rio Paraíba e o segundo, conforme o Evangelho do dia, Maria intervém quando falta vinho no casamento. E Jesus realiza o seu primeiro milagre. Segundo frade, Maria pede para fazer tudo o que Ele pedir. “Se nós fizermos tudo o que Ele pedir, seremos felizes no reino de Deus. São Francisco de Assis soube sempre ouvir a Jesus, tanto que foi chamado pelo Papa de outro Cristo”, disse Frei José.

Frei Pascoal Fusinato encerra os festejos religiosos com a Missa das 19 horas.

VEJA IMAGENS DA CHEGADA DA IMAGEM PEREGRINA COM DOM RAFAEL

VEJA IMAGENS DA MISSA SOLENE

VEJA IMAGENS DOS FESTEJOS POPULARES

VEJA IMAGENS DA MISSA DAS 15 HORAS