Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 02/11/2017

Comemoração dos fiéis defuntos

Tempo Comum

sabor_021117Jo 6, 37-40

“Que eu não perca nenhum daqueles que o Pai me enviou (Jo 6, 39)”.

Assim nos diz Jesus “onde está o teu tesouro aí esta o teu coração”. É necessário sabermos que somos peregrinos neste mundo, peregrinos que necessitam de um Pastor que alivia o fardo e dá a todos nós um jugo suave durante o percurso desta peregrinação. O evangelista São João nos diz que quando Jesus desceu do céu não foi para fazer sua própria vontade, mas sim a vontade do Pai. Quem n’Ele crê, crê no Pai que O enviou para que tenhamos vida e vida em abundância. Jesus, ao fazer a vontade do Pai, assume a grande responsabilidade de não perder todos aqueles que o Pai lhe confiou. O mais pequenino na terra é o maior e o mais amado pelo Pai e a este se destina a vida eterna que o Filho vem trazer.

Hoje a Igreja ao celebrar o dia dos fiéis defuntos revigora a nossa esperança pela alegria de um dia estarmos juntos do Pai pela constante prática das virtudes. A morte para nós cristãos não é o fim, mas é sim a porta que dá acesso à vida que brota de nosso Senhor Jesus Cristo, Aquele que remiu o mundo por meio de seu sacrifício. Os sofrimentos desta vida nem se comparam à glória por nós preparada pelo Pai nos céus.

Reflexão feita pelos noviços.