Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 24/11/2017

Os vendedores expulsos do Templo 

Tempo Comum

sabor_241117Lc 19, 45-48

“Está nas Escrituras: ‘Minha casa será casa de oração’. No entanto, vocês fizeram dela uma toca de ladrões.”

No Evangelho de hoje, Jesus fala sobre o Templo. Deus queria que sua casa fosse uma casa de oração e reuniões, visando o bem comum, mas os vendedores fizeram do templo lugar de comércio, transformando-o num covil de ladrões. Jesus, num ato de autoridade soberana, faz com que todos voltem a respeitar novamente o Templo, mostrando a todos a verdadeira relação entre o ser humano e Deus. Mesmo sabendo do grande risco que corria e que tais atitudes culminariam com sua morte, Jesus ensinava todos os dias no Templo e todos iam até Ele para ouvi-lo.

Que nós, cristãos, confessando a nossa fé em Jesus Cristo, junto aos irmãos no Templo Sagrado, possamos fazer dele um local santo e ponto de encontro com Deus onde possamos ouvir seus ensinamentos de Filho de Deus, tornando-nos verdadeiros denunciadores dos vendedores do nosso templo, aqueles que tentam fazer da casa do Senhor uma casa de comércio. Afinal, a casa de Deus é casa de bênção e de profunda oração, ambiente que transforma nossas vidas nos aproxima do amor incondicional do Pai para conosco.

Que hoje, ao celebrarmos a memória de Santo André Dung-Lac e Companheiros, saibamos também dedicar nossas vidas ao anúncio da verdade de Cristo, lutando conta tudo que possa deturpar nossa fé.

Reflexão feita pelos noviços.