Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 02/12/2017

A vigilância

Tempo Comum

sabor_021217Lc 21, 34-36

Fiquem atentos, e rezem todo o tempo, a fim de terem força para escapar de tudo o que deve acontecer, e para ficarem de pé diante do Filho do Homem.»

Neste Evangelho, Jesus nos convida a sermos atentos em todos os tempos e lugares para que não caiamos no dia do juízo final. Neste cuidado, a principal fortaleza é viver o evangelho, como vida incondicional através de um propósito, que requer uma decisão interior, de modo a colocarmos toda a nossa diligência, completa atenção, o reconhecimento das graças com gratidão e deixar-se ser conduzido por amor de quem nos amou por primeiro, como fonte do vigor que nutre o nosso curto tempo de peregrinação nesta terra.

Estar vigilante significa viver intensa integração pela experiência de ir entendendo o chamamento no dia a dia com exatidão. Quando Cristo é quem habita em nós, qualquer exigência do seguimento sempre nos leva ao amadurecimento em todas as etapas da vida. Passando por diversos caminhos que nos mostram que a vida é um desafio que requer muito sacrifício, o amargo tornar-se-á doce, e experimentaremos a verdadeira experiência da obediência perfeita de Nosso Senhor Jesus Cristo que se fez presente na encarnação da obediência ao Pai.

Reflexão feita pelos noviços