Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 31/12/2017

Purificação do Menino Jesus

Oitava do Natal

sabor_311217Lc 2, 22-40


“O menino crescia e ficava forte, cheio de sabedoria. E a graça de Deus estava com ele.”


O Evangelho de hoje traz-nos um retrato da vida familiar de Jesus, assim como hoje em que muitas famílias passam por dificuldade, também a família de Jesus passou por muitas dificuldades, pois, aconteceu que naquele tempo todo primogênito pertencia a Deus e devia ser resgatado por meio de um sacrifício. Nessa ocasião, também se fazia a purificação da mãe, e se oferecia um cordeiro. Quem era pobre podia oferecer duas rolas ou dois pombinhos, em lugar de cordeiro.

O Messias nasceu em lugar pobre, e veio pobre, para os pobres. Simeão e Ana também representam os pobres que esperam a libertação e Deus respondeu a esperança deles. O cântico de Simeão relembra a vida e missão do Messias, pois, Jesus seria sinal de contradição, isto é, julgamento para os ricos e poderosos injustos, e libertação para os pobres e oprimidos, pois, vinha povo de todas as partes ao encontro de Jesus porque Sua ação fez nascer esperança às sociedades que, com efeito, foram libertadas da alienação e dos males que afligem os homens.

Este Evangelho de São Lucas salienta toda a atividade de Jesus, produzindo uma sociedade justa e fraterna aberta para o projeto de Deus. Por isso, é preciso libertar os pobres e os que vivem aflitos e perseguidos por causa da justiça, pois, só se alcança a vontade do Pai denunciando aqueles que geram a pobreza e a opressão para com o povo.

Reflexão dos noviços.