O CarismaNotícias › 02/12/2017

“Obrigado pelo que vocês são e pelo que fazem”

jubileus_021217_1

Moacir Beggo

 São Paulo (SP) – Diante das histórias de vida e doação de seus confrades que chegam a 76 anos de vida religiosa e até 60 anos de vida sacerdotal, o Ministro Provincial, Frei Fidêncio Vanboemmel, tomou a frase do Papa Francisco à Família Franciscana para agradecer pelos Jubileus da Província no Convento São Francisco, em São Paulo, neste sábado (2/8): “Obrigado pelo que vocês são e pelo que fazem, especialmente em favor dos mais pobres”.

Foi este clima de gratidão que perpassou toda a Celebração Eucarística, desde a acolhida do guardião Frei Mário Tagliari até os agradecimentos finais. Foi um momento especial também para o jovem Frei Gabriel Dellandrea, que concluiu o Ano Missionário no Serviço de Animação Vocacional e renovou os votos de pobreza, obediência e castidade diante do Ministro Provincial. Agora, Frei Gabriel segue para os estudos de Teologia em Petrópolis.

O Encontro dos Frades Jubilandos começou na sexta-feira (1/2) com o Ministro Provincial. “Ontem, depois de ouvir a história de cada um, voltei para casa e comecei a pensar: qual a palavra de Deus que poderíamos escolher para este dia? Escolhi o salmo responsorial, onde nós cantamos: ‘Bendirei o Senhor Deus em todo o tempo, seu louvor estará sempre em minha boca, minha alma se gloria no Senhor, que ouçam os humildes e se alegrem'”, contou Frei Fidêncio, reforçando: “Jubileu é ação de Graças a Deus por todo esse tempo vivido na doação, no serviço, apesar das nossas lutas e dificuldades”, disse.

jubileus_021217_3

Da esq. para dir: Frei Lauro, Frei Dalvino, Frei Euclydes, Frei Cássio, Frei Fidêncio, Frei Olavo, Frei Anselmo, Frei Raul, Frei Josué, Dom Diamantino e Frei Ulisses.

Frei Fidêncio fez referência a todos os jubilandos presentes e aos ausentes, principalmente pela limitação da idade. “Quanta história, quanta vida, quanta doação!”, ressaltou. Celebrando o jubileu de vida religiosa franciscana, estavam no Convento: Frei Olavo Seifert, 76 anos; Frei Cássio Viera de Lima, 75 anos; Frei Anselmo München, 70 anos; Frei Dalvino Munaretto e Frei Josué Celante, 60 anos; Dom Frei Diamantino Prata de Carvalho e Frei Lauro Both, 50 anos; e Frei José Ulisses, 25 anos. De vida sacerdotal: Frei Olavo Seifert, 71 anos;  Frei Euclydes Pezzamiglio, Frei Raul Budal, 60 anos; e Frei Gentil de Lima Branco e Frei Sandro Roberto da Costa, 25 anos.

O Ministro Provincial, citando a mensagem do Papa Francisco, disse que a minoridade franciscana se apresenta a nós como lugar de encontro e de comunhão. “Encontro com Deus, com os irmãos, mas encontro com os homens e mulheres. Diz, aqui, o Papa que a nossa minoridade franciscana, a nossa vida sacerdotal, também é um encontro de comunhão com toda a criação na forma que São Francisco canta no Cântico das Criaturas. Por isso, hoje, nós somos diante de Deus aquilo que somos na nossa verdade. E o Papa diz que a nossa verdade deveria ser a de uma criança fundamentada na humildade, na confiança, naquilo que é o Sumo Bem”, destacou.

jubileus_021217_4

Da esq. para dir.: Frei Sandro, Frei Euclydes, Frei Olavo, Frei Raul e Frei Gentil.

Tomando como base a Carta de São Paulo aos Filipenses, destacou o seguinte texto do apóstolo: “Renunciei a tudo a fim de ganhar Cristo e Nele me encontrar”.

“Queridos confrades jubilandos! A vida sacerdotal, a vida religiosa de vocês, também foi uma renúncia, sim, para se encontrar e ganhar sobretudo esse Cristo. E ao encontrarmos esse mesmo Jesus, não quer dizer que chegamos à meta, como diz o Apóstolo. Não importa que se celebre 25, 50, 60, 70 anos, ainda não atingimos a meta, porque nós sabemos qual é a nossa meta verdadeira: é quando a gente se configurar realmente em Jesus Cristo na ressurreição dos mortos”, enfatizou.

“Mas enquanto caminhamos, percorremos a nossa vida, queremos ganhar Cristo e cada vez mais se encontrar Nele. Por isso, ouvindo a história de vocês, percebi que em cada história há também o relato de que não foram vocês que escolheram a Cristo mas Cristo os chamou para esta vida como diz Jesus no Evangelho. E se Jesus chamou para esta vida, religiosa e sacerdotal, ele também quer hoje, na renovação dos votos e nas promessas sacerdotais, renovar esse convite: permanecei no meu amor!”, animou Frei Fidêncio.

jubileus_021217_5

Frei Gabriel faz a renovação dos votos diante do Ministro Provincial

Em seguida, em silêncio, cada jubilando acendeu a vela no Círio Pascal e fez a renovação dos votos de vida consagrada franciscana e o compromisso sacerdotal de guiar o povo de Deus. Os jubilandos na vida religiosa franciscana deste ano são (incluindo os ausentes): Frei Olavo Seifert, 76 anos; Frei Cássio Viera de Lima e Frei Nestor Kuhn, 75 anos; Frei Ciríaco Tokarski, Frei Policarpo Berri, 73 anos; Frei Abel Schneider, Frei Anselmo München, Frei Ervino Girardi, 70 anos; Frei Dalvino Munaretto, Frei José Bertoldi, Frei Josué Celante e Frei Valdemar Schweitzer, 60 anos; Dom Frei Diamantino Prata de Carvalho, bispo emérito de Campanha (MG), e Frei Lauro Both, 50 anos; e Frei José Ulisses, 25 anos.

Na vida sacerdotal, Frei Arcangelo Buzzi, Frei Euclydes Pezzamiglio, Frei Gamaliel Devigili, Frei Raul Budal, 60 anos; Frei Álido Rosá e Dom Frei Fernando Figueiredo, bispo emérito de Santo Amaro (SP), 50 anos; e Frei Gentil de Lima Branco, Frei Genildo Provin, Frei Luiz Colossi, Frei Luiz Henrique de Aquino, Frei Fernando Lima e Frei Sandro Roberto da Costa, 25 anos.

jubileus_021217_2

Nos agradecimentos, Frei Fidêncio destacou a boa vontade dos guardiães Frei Alexandre Magno, de Curitiba, que trouxe os frades até São Paulo e Frei Carlos Körber, que trouxe os frades idosos de Bragança Paulista, entre eles Frei Olavo Seifert, com 98 anos de idade, celebrando 76 anos de vida religiosa e 71 anos de vida sacerdotal.

VEJA MAIS IMAGENS DA CELEBRAÇÃO