Vida CristãFrei AlmirO Sabor da Palavra › 08/01/2018

Cristo é o amado do Pai

Batismo do Senhor

sabor_080118Mc 1,7-11


“Tu és o meu Filho amado; em ti encontro o meu agrado” (Mc 1, 11)


Através de dois testemunhos, dados pelo profeta João Batista, “depois de mim vem àquele que é mais do que eu” (Mc. 1,7), e do próprio Deus “Tu és meu filho amado…” (Mc. 1,11), está fortemente acentuado que Cristo é o Messias esperado, aquele que conduz as ovelhas nos apriscos e dá sua vida em resgate do mundo decaído. Assim, somos chamados também a sermos testemunhas do único Filho de Deus, que não revogou a sua condição de filho do Altíssimo para cumprir a vontade do Pai. Porém, como atesta o Evangelho, é necessário termos atitude do profeta João Batista, isto é, devemos reconhecer humildemente a nossa pequenez diante Daquele que é. Pois Cristo é aquele que é e que vem ao nosso encontro, derramar o Espírito Santo. Espírito que não se prende a nada, mas está livre para atuar como quer, quando quer e a quem Ele quer. Quando batizados, somos também por Cristo emergidos neste Espírito e testificados por Deus Pai como seus filhos, não por sermos dignos, mas sim pela misericórdia do próprio Deus.

De fato, São Marcos nos revela neste texto o sentido verdadeiro do nosso batismo que emana do amor de Cristo pela água e pelo Espírito. Portanto, sejamos pessoas de paz para que Deus nos tenha sempre como filhos muito amados.

Reflexão feita pelos noviços.