Vida CristãReflexões › 25/10/2011

Direito e Dignidade Humana

“Considerar como uma graça tudo quanto dificultar o teu amor a Deus, Nosso Senhor, bem como as pessoas que te causam aborrecimentos, sejam irmãos ou gente de fora, mesmo que cheguem a te fazer violência. Amar aos que assim contra ti procedem, não exigindo deles outra coisa senão o que o Senhor te der. E justamente nisso deves amá-los, nem mesmo desejando que eles se tornem cristãos melhores. E nisso reconhecerei que amas realmente o Senhor e a mim, servo dele e teu, se fizeres o seguinte: não haja irmão no mundo, mesmo que tenha pecado a não poder mais, que, após ver os teus olhos, se sinta talvez obrigado a sair de tua presença sem obter a misericórdia se misericórdia buscou. E se não buscar misericórdia, pergunta-lhe se não quer recebê-la. E se depois disso ele se apresentar ainda mil vezes diante de teus olhos, ama-o mais do que a mim, procurando conquistá-lo para o Senhor”. (Raices de America)

Dignidade Humana é o direito de ser gente, de ser tratado, respeitado e acolhido como gente. Não há homem ou mulher no mundo que possa dar ou tirar essa dignidade. As pessoas só podem cultivar a dignidade com seus dons, ou estragar com suas maldades.

Dignidade Humana é o jeito que Deus encontrou de morar no mundo e na
gente. É aquele que Deus pôs no homem e na mulher quando os criou parecidos com Ele (Gn 1, 26-28).

Não é o cargo, o título, o curso que você faz que o torna mais gente, mas a PESSOA DIGNA que você é que faz o cargo, o título e a profissão que você sonha ou exerce!

O cargo de Presidente da República é Nº 6 menos importante que uma criança nascida agora, numa favela de qualquer cidade. Pensar deste jeito é respeitar a dignidade humana. É ser cristão, é ser profundamente humano, irmão, irmã, como Francisco queria..

A Declaração Universal dos Direitos Humanos adotada a partir de 10 de dezembro de 1948 na Assembléia-Geral da ONU diz:

• Seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e direitos;

• toda pessoa tem todos os direitos e liberdades sem distinção de cor, sexo, idioma, religião, opinião política e posição econômica;

• todo indivíduo tem direito à vida, à liberdade, à segurança;

• todos são iguais perante a lei e têm direito de igual proteção da lei;

• todos têm direito à liberdade de pensamento, de consciência e religião;

• todos têm direito à liberdade de opinião e expressão;

• todos têm direito ao trabalho, à livre escolha de seu trabalho, a condições EQUITATIVAS e satisfatórias no trabalho e proteção contra o desemprego;

• todos têm direito a um nível de vida adequado, saúde, bem-estar, alimentação, vestuário, habitação, assistência médica e serviços necessários;

• toda pessoa tem direito à educação e de participar livremente da vida cultural da comunidade, do FLUIR das artes e de participar do progresso científico e dos benefícios que dele advenham.

Ilumine-se com Francisco

“Ó glorioso Deus Altíssimo, iluminai as trevas do meu coração, concedei-me uma fé verdadeira, uma esperança firme e um amor perfeito. Dá-me, Senhor, o reto sentir e conhecer, a fim de que possa cumprir o sagrado encargo que na verdade acabais de dar-me. Amém!”

(São Francisco, “Oração diante do Crucifixo”)

Ilumine-se com a Palavra de Deus

“Vejam! Eu vou criar um novo céu e uma nova terra. As coisas antigas nunca mais serão lembradas,nunca mais voltarão ao pensamento. Por isso fiquem para sempre alegres e contentes, por causa doque vou criar.
Farei de Jerusalém uma alegria, e de seu povo um regozijo. Exultarei com Jerusalém e me alegrareicom o meu povo. E nela nunca mais se ouvirá choro ou clamor. Aí não haverá mais crianças quevivam alguns dias apenas, nem velhos que não cheguem a completar seis dias, pois será ainda jovem quem morrer com cem anos, e quem não chegar aos cem anos será tido por amaldiçoado.

Construirão casas e nelas habitarão, plantarão vinhas e comerão seus frutos. Ninguém construirá para outro morar, ninguém plantará para outro comer, porque a vida do meu povo será longa como a das árvores, meus escolhidos poderão gastar o que suas mãos fabricarem. Ninguém trabalhará inutilmente, ninguém gerará filhos para morrerem antes do tempo, porque todos serão a descendência dos abençoados de Javé, juntamente com seus filhos. Antes que me invoquem eu responderei; quando começarem a falar, eu já estarei atendendo. O lobo e o cordeiro pastarão juntos, o leão comerá capim junto com o boi, mas o alimento da cobra é o pó da terra. Em todo o meu monte santo ninguém causará danos ou estragos, diz Javé.”

Isaías, 65, 17-25

Reflita

Que futuro tem um país que não respeita crianças, jovens e velhos?
Quando você anda pela cidade encontra meninos (as) nos semáforos vendendo de tudo, lavando pára-brisas, esmolando… Qual a distância entre você e esses seres da rua?

Você é um PACATO CIDADÃO… Sabia que a CIDADANIA é o direito de viver decentemente? Se existe cidadania, por que a sociedade gera os sofredores de rua? Isso não revela uma sociedade que fecha oportunidades para todos. Inclusive para você…

Justiça é a concretização da atitude marcada pelo amor. Amar não é dominar, mas respeitar a liberdade, a emancipação e a dignidade humana plena.

“Estejam presentes pelo testemunho da própria vida humana, bem como por iniciativas corajosas, quer individuais quer comunitárias, na promoção da justiça, particularmente no âmbito da vida pública, comprometendo-se com opções concretas e coerentes com sua fé.”

(Regra e Vida dos Franciscanos Seculares, 13 e 15)

Como alguém que participa da Universidade São Francisco…
Como ser sinal de justiça e paz na sociedade?

Criação: Frei Vitório Mazzuco F°