Vida CristãReflexões › 25/10/2011

Presença

“O que me fascinava em Francisco era algo único. Único e universal ao mesmo tempo. Ele me parecia um botão de flor que se abriu prematuramente, deixando entrever o esplendor de uma humanidade que aspira eclodir em cada um de nós. Seu primeiro biógrafo já havia feito esta observação: “Parecia um outro homem, um homem de outro mundo!”Então, quem era este homem novo? Que traços o distinguiam? Como caracterizá-lo? Eu via resplandecer em Francisco uma NOVA QUALIDADE DE PRESENÇA NO MUNDO. Aos meus olhos, esta nova presença era o mais belo presente que ele pôde dar-nos. Era uma presença atenta, amorosa, que tinha o Dom de converter toda hostilidade em tensão fraterna dentro de uma unidade de criação. Eu queria penetrar o mistério desta presença que anunciava uma nova humanidade. Certamente, jamais houve um homem, escreve o filósofo Louis Lavelle, que ofereceu mais perfeitamente a todos esta presença total e este Dom total de si que nada mais são do que a expressão da presença e do Dom que Deus faz de si mesmo a todos os seres, e a cada instante”

(Eloi Leclerc, “O Sol Nasce em Assis”)

Uma presença de qualidade é:

• A capacidade de dar sentido às coisas

• O conhecimento adquirido pelo questionamento. É muito bom saber o PORQUÊ.

• Saber administrar os bens que Deus nos confiou

• A necessidade de integração social

• O saber escolher e decidir

• A valorização das pessoas e a plena atenção às qualidades e carências do outro (a)

• Comunicar-se sempre, criando laços e estabelecendo harmonia entre as pessoas e as coisas

• Tempo e proximidade. Quanto menos tempo temos para ficar juntos com as pessoas e quanto maior for a distância do (a) outro (a) maior a dificuldade de compromisso

• Viver e sentir a saudação franciscana de PAZ E BEM!

• Começar sempre em PAZ e terminar sempre BEM!

Francisco diz: “A paz que vocês anunciarem com a boca devem tê-la nos vossos corações. Não provoquem ninguém à ira nem ao escândalo. Mas por vossa mansidão, todos sejam levados à paz, à benignidade e à concórdia, pois é para isto que fomos chamados: curar os feridos, reanimar os abatidos e trazer de volta os que estão no erro”.
(Legenda dos Três Companheiros, 58)

Oração de São Francisco

Senhor,

Fazei-me instrumento de vossa paz.
Onde houver ódio, que eu leve o amor.
Onde houver ofensa, que eu leve o perdão.
Onde houver discórdia, que eu leve a união.
Onde houver dúvidas, que eu leve a fé.
Onde houver erros, que eu leve a verdade.
Onde houver desespero, que eu leve a esperança.
Onde houver tristeza, que eu leve a alegria.
Onde houver trevas, que eu leve a luz.

Ó mestre, fazei que eu procure mais consolar que ser consolado;

Compreender que ser compreendido;
Amar que ser amado.
Pois é dando que se recebe;
É perdoando que se é perdoado;
E é morrendo que se vive para a vida eterna.

James Taylor canta:
You’ve got a friend
(versão de Ronaldo Bastos)
Quando estás confuso
E precisas de alguém
Se nada, mas nada quer te aceitar
Você vai lembrar de mim
E onde eu estiver
Serei a luz pronta
Para te guiar
Você vai me chamar
Và! Um som desvenda teu bem
Vou correndo, oh!
Fazer teu bem
Oh, Não importa qual estação
No inverno ou no verão
Pode chamar, yê, yê
Serei teu bem!
Quando o céu tão negro
Te invade de pavor
E um vendaval for te carregar
Junte as tuas forças, me manda um sinal
Estou chegando pra te ajudar

É sempre bom saber
Que existe alguém
Na hora que a solidão
Aperta, deserta
E a mágoa, o coração
Não deixa não…

Faça de sua Presença uma fluição da Paz!
Mesmo nos momentos mais agressivos e conflitivos. Comunicar e viver a paz é ser capaz de enfrentar a violência e os violentos sem ser violento. Não fugir, mas enfrentar com as armas da paz e do bem.

Reflita

Você tem melhorado sua presença no mundo? As pessoas lembram de você? Sentem falta de você? Há quanto tempo você não escuta alguém dizer que está com saudade da sua presença?
Pelo seu modo de relacionar-se as pessoas percebem que você é diferente?
Você é simples, descomplicado, alegre, otimista, bondoso?

Melhorar o mundo de fora é melhorar o mundo de dentro!

Cuide de suas qualidades e você melhora o mundo

“Francisco não é antes de tudo uma nova Ordem, nem uma nova doutrina, e muito menos um conjunto de regras de conduta. É uma ARTE DE VIVER, uma certa presença ao mundo, uma nova qualidade de relação com Deus, com os homens e com toda a criação. É também um saber jovial, o segredo de uma alegria de VIVER sob o Sol de Deus, no meio de todas as criaturas. Esta sabedoria me impressionou por duas razões: por sua profundidade e por sua extrema simplicidade. Ele é ao mesmo tempo simples e profundo, não se pode compreender a sabedoria de Francisco senão seguindo-o naquele caminho de simplicidade que o levou ao mais alto grau de despojamento.”

(Eloi Leclerc, “O Sol de Assis”)

Impressão feita pela Pró-Reitoria Comunitária da Universidade São Francisco
Criação: Frei Vitório Mazzuco F°