Vida CristãReflexões › 25/10/2011

Paz

Será que estamos cansados de falar de ECOLOGIA e MEIO AMBIENTE? Temos simpatia pelos militantes dos PARTIDOS VERDES? Os ecochatos? O Greenpeace? Os caçadores de pesticidas? Os que protestam contra TRANSGÊNICOS? Os que gritam contra a desertificação da floresta brasileira?

Esta história de buraco de ozônio na atmosfera é verdade? As chuvas ácidas que desnudam as árvores e seus pulmões, que são as folhas? Existem realmente armas químicas? Somos envenenados pelo monóxido de carbono dos escapamentos?

O discurso ecológico diz a realidade, mas ainda diz pouco!

ECOLOGIA NÃO É SÓ GRITAR COM O QUE ESTAMOS PERDENDO, MAS SAIR DE UMA RELAÇÃO EGOÍSTICA COM A NATUREZA PARA UM AMOR TERNO, FRATERNO, SENSÍVEL PARA DENTRO DA CRIAÇÃO!

Um jeito de viver
Um jeito de relacionar-se

“Francisco, não vês que a minha casa está em ruínas? Vai, pois, e restaura-a para mim”

(Legenda dos Três Companheiros, 5)

Preocupar-se com o meio ambiente é perceber o CAOS no cosmo: Morte de rios e mares, desaparecimento de espécies de animais, poluição a criar um teto invisível sobre o planeta, radiação atômica, desequilíbrio, desarmonia, escassez de água, brusca mudança climática, queimadas, violência contra a vida.

Leia uma página bíblica como modelo de comportamento humano ao encontro do potencial interno da criação:

O Senhor criou-me como primícia de sua ação, antes de suas obras mais remotas.
Desde tempos imemoráveis fui constituída, desde as origens, desde os primórdios da terra.
Nasci quando não existiam os mananciais, quando não havia fontes de abundantes águas.
Antes que fossem estabelecidos os montes, antes das colinas fui dada à luz.
Ele ainda não fizera a terra e os campos, nem os primeiros torrões do orbe.
Quando colocava os céus, ali estava eu.

Quando traçava horizonte sobre o Oceano, quando firmava as nuvens lá no alto e reprimia as fontes do Oceano, quando fixava ao mar seus limites prescrições que as águas jamais ultrapassam, e lançava os fundamentos da terra, eu estava ao seu lado como mestre-de-obras; entusiasmando-me, dia após dia, divertindo-me todo o tempo em sua presença, divertindo-me em seu orbe terrestre, entusiasmando-me pelos filhos dos homens.

E agora, meus filhos, escutai-me: ditosos os que guardam meus caminhos! Escutai a correção e sede sábios, não a desprezeis.

Ditoso o homem que me escuta, velando junto a meu portal cada dia, guardando os umbrais de minha porta!

Pois quem me encontra, encontra a vida e obtém o favor do Senhor; mas quem me perde, prejudica-me a si mesmo, todos os que me odeiam amam a morte.

Provérbios 8,22-36

Leia uma página das Fontes Franciscanas:

Nas coisas belas (Francisco) reconhecia aquele que é o mais belo, e que todas as coisas boas chamavam: “Quem nos fez é ótimo”. Seguia sempre o amado pelos vestígios que deixou nas coisas e que fazia de tudo uma escada para chegar ao seu trono… Poupava os candeeiros, lâmpadas e velas, porque não queria apagar com a sua mão o fulgor que era um sinal da luz eterna. Andava com respeito em cima das pedras, pensando naquele que foi chamado de Pedra… Aos irmãos que cortavam lenha proibida arrancar a árvore inteira, para que tivesse esperança de brotar uma vez. Mandou que o hortelão deixasse sem cavar o terreno ao redor da horta, para que a seu tempo o verde das ervas e a beleza das flores pudessem apregoar o formoso Pai de todas as coisas… Recolhia do caminho os vermezinhos, para que não fossem pisados, e mandava mel e o melhor vinho às abelhas, para não morrerem de fome no frio do inverno. Chamava de irmãos todos os animais, embora tivesse preferência pelos mais mansos.

(II Vida Tomás de Celano 124, 165)

A união de duas palavras: CASA (óikos) e FALA DISCURSO (“logos” mostra o significado = A FALA SOBRE A CASA ou DISCURSO SOBRE A HABITAÇÃO. O que você faria se alguém na sua casa destituísse tudo o que você fez, conquistou e arranjou?

Como você vive a inter-relação com todos os seres? Você depende deles para sobreviver e todos dependem do Divino para existir.

“Tudo o que move é Sagrado
E renove as montanhas com
Todo cuidado, meu amor”
(“Amor de Índio”, Beto Guedes e Ronaldo Bastos)

Você vive distraído quanto à quantidade de venenos agrotóxicos, lixo (do plástico ao atômico), detritos industriais, detergentes, material de limpeza que você mesmo e os outros jogam na terra, na água, causando danos… Onde você joga as garrafas de PVC, suas pilhas, a bateria do celular? Latinha na estrada?
Seu cigarro polui o ar… Você se droga? Não percebeu que está destruindo a sua própria natureza?
O seu futuro e o futuro das gerações dependem dos seus atos de hoje.

VOCÊ PRECISA APRENDER UM NOVO JEITO DE PENSAR E VIVER EM HARMONIA COM TODAS AS CRIATURAS.

Cuidar da harmonia externa e resgatar a harmonia intertna. ÉTICA ECOLÓGICA: Ter consciência da importância de todos os seres vivos. Francisco de Assis, o maior revolucionário espiritual da história ocidental substitui a idéia de que o humano não domina a natureza mas a serve e é servido por ela.

“Todo universo de Francisco está cercado de infinita ternura e de terníssimo afeto de devoção a todas as coisas. Sente-se arrastado por elas com singular e estranho amor”

(S. Boaventura)

Você pode também ser um revolucionário quando:
• cultiva reverência à vida
• cuida do lixo que produz
• dirige com prudência
• é delicado (a) amoroso (a) e pacífico (a) nas palavras, gestos e atitudes
• qualifica a vida
• economiza água e energia elétrica
• cuida da sua saúde e da dos outros

Nas coisas mínimas você é o máximo!

Você já ouviu ou cantou esta pérola da MPB:

“Anda, quero te dizer nenhum segredo,
falo deste chão da nossa casa.
Vem que ta na hora de arrumar.
Tempo, quero viver mais duzentos anos,
Quero não ferir meus semelhante
Nem por isso quero me ferir.
Vamos precisar de todo mundo
Pra banir do mundo a opressão,
Para construir a Vida Nova
Vamos precisar de muito amor
A felicidade mora ao lado
E quem não é todo pode ver.
A paz na Terra amor,
o pé na Terra
A Paz na Terra amor,
O sal da Terá,
És o mais bonito dos planetas,
Tão te maltratando por dinheiro
Tu que és a nave, nossa Irmã.
Canta, leva tua vida em harmonia
E nos alimenta com seus frutos,
Tu que és do homem a maça.
Vamos precisar de todo mundo,
Um mais um é sempre mais que dois,
Pra melhor juntar as nossas forças
É só repartir melhor o pão.
É criar o Paraíso agora
Para merecer quem vem depois.
Deixa nascer o Amor
Deixa fluir o Amor
Deixa crescer o Amor
Deixa viver o Amor
O sal da Terra…

(“O sal da Terra”, Beto Guedes e Ronaldo Bastos)

PAZ COM TODO SER CRIADO
É nosso grito ecológico! Não apenas uma ATENÇÃO EMOTIVA, porém um NOVO RELACIONAMENTO cheio de valores humanos e significativos.
PAZ COM TODO SER CRIADO é buscar o significado das coisas, da natureza e do ser humano! E o significado não está no modo como você usa os seres, contudo está no modo como você convive com eles.

Cântico do Sol
Altíssimo, onipotente, bom Senhor, / Teus são o louvor, a glória, a honra / E toda a bênção.

Só a Ti, Altíssimo, são devidos; / E homem algum é digno / De te mencionar.

Louvado sejas, meu Senhor, / Com todas as tuas criaturas, / Especialmente o Senhor Irmão Sol, / Que clareia o dia / E com sua luz nos alumia.

E ele é belo e radiante / Com grande esplendor / De Ti, Altíssimo é a imagem.

Louvado sejas, meu Senhor, / Pela irmã Lua e as Estrelas, / Que no céu formaste claras / E preciosas e belas.

Louvado sejas, meu Senhor, / Pelo irmão Vento,
Pelo ar, ou nublado ou sereno, e todo o tempo
Pela qual às tuas criaturas dás sustento.

Louvado sejas, meu Senhor, pela irmã Água,
Que é mui útil e humilde
E preciosa e casta.

Louvado sejas, meu Senhor, pelo irmão Fogo
Pelo qual iluminas a noite
E ele é belo e jucundo, e vigoroso, e forte.

Louvado sejas, meu Senhor,
Por nossa irmã a mãe Terra
Que nos sustenta e governa,
E produz frutos diversos e coloridas flores e ervas.

Louvado sejas, meu Senhor,
Pelos que perdoam por teu amor,
E suportam enfermidades e tribulações.

Bem aventurados os que sustentam a paz,
Que por ti, Altíssimo, serão coroados.

Louvado sejas, meu Senhor,
Por nossa irmã a Morte corporal,
Da qual homem algum pode escapar.

Ai dos que morrerem em pecado mortal!
Felizes os que ela achar conformes à tua santíssima vontade,
Porque a morte segunda não lhes fará mal!

Louvai e bendizei a meu Senhor,
E dai-lhe graças,
E servi-o com grande humildade.