Vida CristãReflexões › 25/10/2011

Cortesia

“Mansidão, gentileza, paciência, afabilidade mais que humana, liberalidade que ultrapassa seus recursos eram sinais de sua natureza privilegiada que enunciavam já uma efusão mais abundante ainda da graça divina nele”.
(Legenda Maior1,1)

“E onde quer que os irmãos estiverem e se encontrarem, tratem uns aos outros como membros de uma só família. Se uma mãe ama e nutre seu filho carnal, quanto maior diligência não deve cada um amor e nutrir seu irmão espiritual”
(São Francisco, Rb 6,7)

Falemos da CORTESIA

Quem viveu a realidade e a fantasia das legendas cavalheirescas, conhece o reino da cortesia. É muito difícil dar uma definição exata, pois é todo um vasto mundo de significados…

Mas o que é CORTESIA?

* Não é etiqueta
* Não são normas
de civilidade
* Não é um manual
de boas
maneiras
CORTESIA
• É a maneira como o outro (a) deve ser amado
(a) de um modo verdadeiro.
• É um relacionamento de respeito, retidão e
sinceridade.
• É acolher o outro e a outra na sua grandeza.
• É colocar a pessoa num acolhimento de
bondade, num clima de bondade para que se torne uma pessoa boa.
• É deixar transparecer uma serenidade
existencial.
• É um tratamento seguro e amável que eleva a
pessoa.
• É o cuidado com as palavras. Uma palavra dita
de um modo sereno e humano motiva e recupera o humano.
• A cortesia é uma virtude tipicamente
franciscana!

Para compreender como as atitudes do jovem Francisco de Assis causavam um grande
impacto é necessário não esquecer o seu tempo cheio de ódios, lutas e cobiça.
Mesmo ali mandava a lei do mais poderoso e competitivo. Alguma diferença com os
dias de hoje?

Neste contexto Francisco apresenta uma proposta nova de relacionamento mais prático. Em muitos casos a cortesia dos nobres permanecia apenas nas canções; a de Francisco era prática, imediata, desinteressada.

Francisco tinha sonhado repetir as empresas de Carlos Magno, do Rei Artur e os Cavaleiros da Távola Redonda. Depois da sua conversão não renega aqueles que foram seus ideais de juventude, e com a sensibilidade poética que foi um de seus dons, soube colher os aspectos mais nobres da cavalaria, para fixar-lhes uma nova ordem, em que o perdão substitui a vingança,
o amor substitui o ódio, o espírito de dedicação, o orgulho, a sede de paz e de
justiça, os saques e acúmulos, a humildade, a pressão do comando.

“Sua boca falava da abundância do coração, e a fonte de amor iluminado que enchia
todo o seu interior extravasava”
(2 Cel, 84)

PAZ E BEM!

CORTESIA é hoje uma expressão de espírito necessária diante do momento conturbado que vivemos, criando tranqüilidade para se tomar qualquer decisão que a vida propuser. Ela reluz através de gestos de fraternidade, mansidão, gentileza, paciência, afabilidade e serenidade.

 

 

 

 

Um texto de São Francisco
Das virtudes que afugentam os víciosOnde há caridade e sabedoria,
não há medo nem
ignorância
Onde há paciência e humildade,
não há ira nem
perturbação
Onde a pobreza se une à alegria,
Não há cobiça nem
avareza
>Onde há paz e meditação,
não há nervosismo nem
dissipação

Onde o temor de Deus está guardando a casa,
O
inimigo não encontra porta para entrar.

Onde há misericórdia e prudência,
Não há dureza de
coração.

(Admoestações 27)

REFLITA

• Ser cortês é um modo de comportar-se diante do ser humano; às vezes é a forma de enfrentar o lado sombrio do ser humano, sabendo tratar o outro nas suas diferenças.
• Você desconcerta-se diante do pobre, marginal, feio, sujo, aleijado?

• Você é feliz por ser pessoa humana, jovem, capaz de vibrar sempre, com o mesmo ânimo,
nos momentos de dor e alegria ?

• Você é sensível a tudo e a todos, isto é, você está de olho nas situações grandes e pequenas da vida?

• Você é feliz? Alegre? Manifeste sua alegria para esta sociedade tantas vezes fechada,
tensa, medrosa e consumista.

Impresso publicado pela Pró-Reitoria Comunitária da USF
Criação: Frei Vitório Mazzuco F°