Vida CristãCelebrações

Celebração Quaresmal

AS PROVAÇÕES DA VIDA

1. Introdução

A tentação é uma inclinação ao pecado, ou seja, a romper com Deus, a divorciar-se dos irmãos e irmãs e a fechar-se egoisticamente sobre si mesmo. Frequentemente caímos na tentação devido à maldade que está em nosso interior ou à força do mal que provém de fora. Na realidade, tudo pode se transformar em tentação e tudo pode ser resolvido pela graça. Não há personagem na Bíblia que não tenha sido abalado pelas tentações. E o modelo supremo é Jesus. Tentador por excelência é o diabo.
Deus não tenta ninguém; não é o inimigo, mas aquele que ajuda e salva na tentação. Assim disse Jesus: “Não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos do mal”. O Reino de Deus começa com o combate ao demoníaco e com a presença da vida do Ressuscitado e da ressurreição.

2. Canto inicial

PALAVRA DE DEUS

3. Leitura – Epístola aos Romanos: 5, 12-17

4. Salmo Responsorial: Sl 51
• Porque é que te glorias da maldade, ó injusto prepotente? Tu planejas emboscadas todo dia, tua língua é qual navalha afiada, fabricante de mentiras!
• Tu amas mais o mal do que o bem, mais a mentira que a verdade! Só gostas das palavras que destróem, ó língua enganadora!
• Por isso Deus vai destruir-te para sempre e expulsar-te de sua tenda; Vai extirpar-te e arrancar tuas raízes da terra dos viventes!
• Os justos hão de vê-lo e temerão, e rindo dele vão dizer: “Eis o homem que não pôs no Senhor Deus seu refúgio e sua força, mas confiou na multidão de suas riquezas, subiu na vida por seus crimes”!
• Eu, porém, como oliveira verdejante na casa do Senhor, Confio na clemência do meu Deus agora e para sempre!
• Louvarei a vossa graça eternamente, porque vós assim agistes; Espero em vosso nome, porque és bom, perante os vossos santos!

5. Evangelho: Mt 4, 1-11

6. Reflexão

7. Súplicas
• Senhor Jesus, vós nos dissestes: “Não só de pão vive o homem, mas de tudo o que Deus nos diz”.
• Nós vos pedimos que nos ajudeis durante a Quaresma a viver com mais abundância vossa palavra. Ajudai-nos também a não cair na tentação de esperar um milagre que nos dê o pão grátis, quando devemos ganhá-lo com nosso trabalho.
Não nos deixeis cair em tentação…

T. E livrai-nos do mal.

• “Está escrito: A teu respeito ordenou a seus anjos para te carregarem nas mãos a fim de não machucares o pé em alguma pedra”.
• Nós vos pedimos que nos ajudeis a não desconfiar nunca da vossa proteção. Ajudai-nos também a não cair na tentação de
pedir a ajuda milagrosa de anjos, quando nós mesmos podemos remover as pedras do nosso caminho.
Não nos deixeis cair em tentação…
T. E livrai-nos do mal.

• “Também vós nos dissestes: ‘Adorarás o Senhor vosso Deus e só a ele servirás”.
• Nós vos pedimos que retireis do nosso coração o apego aos ídolos, porque só vós sois o nosso dono e Senhor. Ajudai-nos para que
ao adorar-vos não caiamos na tentação de esquecer de servir nossos irmãos e irmãs. Não nos deixei cair em tentação…
T. E livrai-nos do mal.
• “Senhor Jesus, vos fizestes um de nós, sofrestes a provação da tentação.
• Nós vos pedimos que sejais nosso sumo sacerdote compassivo e fiel. Vinde ajudar-nos. Não nos deixei cair em tentação…
T. E livrai-nos do mal.
Cel. Que o Senhor, tentado no deserto e vencedor da prova, lhes dê seu espírito para que a sua fé fortaleça durante a Quaresma até a celebração da Páscoa! P.N.S. Jesus Cristo…

8. Compromisso pessoal -
momento de oração pessoal

9. Ação de Graças

A. Nós vos damos graças, Pai santo e misericordioso por Jesus Cristo, Senhor nosso. Ele, ao jejuar durante quarenta dias, inaugurou nossa Quaresma; foi tentado, saiu vitorioso da prova e nos mostrou o caminho da conversão.

B.
Ele é vosso Filho unigênito, que mora na glória; com ele se nutre a fé dos que jejuam, cresce sua esperança e se fortalece sua caridade.

A.
Ele é vossa Palavra feita carne, pão vivo e verdadeiro que sacia a fome, manjar do banquete de vosso reino.

B.
Alimentado com este pão, Moisés, vosso servo, jejuou durante quarenta dias, quando recebeu as Dez Palavras da Lei.
Experimentou o sabor de vossa suavidade vivendo o fogo da vossa palavra, cuja doçura contemplava interiormente e cuja luz lhe iluminava o rosto.

T.
Ajudai-nos, Senhor, durante a Quaresma, a valorizar a comida que vós nos dais, a nos identificarmos com os famintos, e a
nos sentir necessitados de comungar o corpo e o sangue de vosso Filho e Senhor nosso. Amém.

10. Bênção final

• Deus, Pai de misericórdia, conceda a todos vós, como concedeu ao filho pródigo, a alegria do retorno à casa. T. Amém.

• O Senhor Jesus Cristo, modelo de oração e de vida, vos guie nesta caminhada quaresmal a uma verdadeira conversão. T. Amém.

• O Espírito de sabedoria e fortaleza vos sustente na luta contra o mal, para poderdes com Cristo celebrar a vitória da Pácoa. T. Amém.

11. Canto final