Vida CristãSantos franciscanos › 09/10/2017

Bem-aventurados Gaspar Vaz, Maria Vaz e João Romano

Bem-aventurados Gaspar Vaz, Maria Vaz e João Romano Mártires japoneses da Terceira Ordem (+1627-1628). Beatificados por Pio IX no dia 7 de julho de 1867.

O casal Gaspar e María Vaz tinha consagrado a vida à maior glória de Deus e à evangelização de infiéis. A sua casa fazia lembrar a casa de Betânia, onde os três irmãos, Lázaro, Marta e Maria deram muitas vezes cordial acolhimento a Jesus e aos apóstolos. Também a casa de Gaspar e Maria Vaz acolhia, com frequência, acolhia missionários e cristãos para alojamento, alimentação, reuniões etc. Denunciados por um traidor perante as autoridades, foram presos, em conjunto com sacerdotes e cristãos a quem hospedavam, e condenados à morte. Subiram a Colina Santa, como Cristo ao Calvário da sua imolação, e por Cristo deram a vida: Gaspar foi queimado vivo e Maria decapitada.

João Romano, também japonês e membro da Ordem Franciscana Secular, era fervoroso colaborador dos missionários franciscanos. Acompanhava-os nas suas viagens como catequista e assistente em obras de caridade. Dava-lhes hospedagem em sua casa e transportava-os no próprio barco quando eles precisavam se deslocar às diversas ilhas. Também ele foi detido com outros fiéis, algemado e levado para a prisão de Omura, onde permaneceu vários meses até ser decapitado na Colina Santa, no dia 8 de setembro de 1628, após recusar-se a negar a sua fé cristã.

Fonte: “Santos Franciscanos para cada dia”, Ed. Porziuncola.