Vida CristãSantos franciscanos › 17/10/2017

Bem-aventurado Baltazar de Quiavári

Bem-aventurado Baltazar de QuiaváriSacerdote da Primeira Ordem (1420-1492). Pio XI confirmou seu culto no dia 8 de janeiro de 1930.

Baltasar Ravasquiéri é filho de uma devota família, educado em um ambiente e inocência, bondade e piedade; cedo se sentiu atraído pelos Frades Menores, e entre eles estudou até se formar em teologia e ser ordenado. Dedicou-se muito à pregação; foi guardião e ministro provincial em Gênova.

Uma forma de gota extremamente aguda se manifestou em seu corpo, tolhendo os seus movimentos e tornando-o tetraplégico. No convento em que viveu em Milão, era transportado nos braços do irmão para a Igreja a fim de celebrar a Eucaristia, recitar o ofício e onde permanecia longas horas a rezar e meditar.

Ou então, pedia que o levassem para o bosque, onde atendia os fiéis em confissão, aconselhando-os ou consolando-os. Tantas pessoas acorriam a ele com suas necessidades espirituais e corporais que ele era capaz de passar um dia inteiro atendendo-as. Desde a planície de Pádua acudiam a ele muitos devotos transportando doentes para Deus os curar por sua intercessão, e muitas mães levavam os filhos a fim de ele os abençoar.

Na sua imobilidade, Baltazar intensificou a vida de íntima união com Deus, e ofereceu os sofrimentos físicos e morais ao amor misericordiosos de Jesus pela conversão dos pecadores, que em grande número conseguiu trazer para perto de Deus.

Consumido pela doença que lhe martirizava os membros, expirou em paz no dia 17 de outubro de 1492, com 72 anos de idade.

Fonte: “Santos Franciscanos para cada dia”, Ed. Porziuncola.