Vida CristãSantos franciscanos › 28/10/2017

Bem-aventurado Rainiero do Santo Sepulcro

28Religioso da Primeira Ordem (+1304). Teve seu culto aprovado por Pio VII no dia 18 de dezembro de 1802.

Rainiero Sinigardi nasceu em Arezzo, Toscana. Ainda jovem abandonou os bens da terra e se consagrou a Deus para assegurar os bens do céu. Se fez Irmão Menor decidido a viver a vida oculta com Cristo em Deus, seguindo as pegadas de São Francisco. Foi recebido no noviciado de Arezzo e escolheu para si o estado religioso não clérigo.

De imediato se propôs a imitação de Jesus Cristo na medida em que o permitia a natureza humana, propósito que renovou durante toda sua vida, chegando a ser modelo de humildade, de pobreza, de obediência e de paciência.

Quanto mais se esforçava por ocultar-se aos olhos dos homens, tanto mais glorificava Deus na sua humildade e com o esplendor dos milagres.

Rainiero Sinigardi parece ter sido amigo de Frei Masseu, um dos discípulos prediletos de São Francisco, de quem recebeu notícias detalhadas a respeito da célebre indulgência do “Perdão de Assis” ou “da Porciúncula”, recolhendo diligentemente os testemunhos e os transmitindo por escrito para a história.

Viveu a última parte de sua vida no Santo Sepulcro, na cidade que surgiu ao redor das relíquias do Santo Sepulcro de Jerusalém. Sobre a paixão de Jesus moldou sua própria vida, subindo misticamente à cruz e permanecendo nela até a morte, numa espécie de grande e afetuoso abraço.

No dia 1º de novembro de 1304, no convento de Santo Sepulcro, sua alma se reuniu com os Santos no Paraíso. A partir dali, a fama de seus milagres se espalhou por outras regiões.

Fonte: “Santos Franciscanos para cada dia”, Ed. Porziuncola.