Vida CristãSantos franciscanos › 10/12/2017

Bem-aventurado Engelberto Kolland

Bem-aventurado Engelberto KollandSacerdote e mártir da Primeira Ordem (1827-1860). Beatificado por Pio XI no dia 10 de outubro de 1926.

Engelberto Kolland nasceu em Ramsau, na Áustria, no dia 21 de setembro de 1827, filho de Caetano e Maria Sporer, de condição modesta mas ricos em virtudes cristãs. O pai, durante o verão, deixava seus filhos na casa de Maria Brugger para ir a Estiria com sua esposa trabalhar como lenhador e ganhar um pedaço de pão. Os filhos estavam em mãos seguras, na escola da Sra. Brugger, cresceram bem, instruídos e fervorosos cristãos.

Engelberto tinha um caráter vivaz e inquieto mas no momento de oração se acalmava e se colocava em atitude devota que parecia um santo. O arcebispo de Salzburgo, em uma visita às paróquias de Zell, conheceu o pequeno Engelberto, vislumbrou nele sinais de vocação e que poderia chegar a ser um ótimo sacerdote, o admitiu gratuitamente no seminário diocesano. Depois de quatro anos, foi dispensado porque era demasiado inquieto. Ao voltar para a família, trabalhou com seu pai por um ano, logo retornou aos estudos porque sentia em seu coração uma voz misteriosa que o chamava ao serviço de Deus.

Um dia, andando pela estrada, encontrou um grupo de noviços franciscanos. Observou-os atentamente e ficou impressionado com sua modéstia, com seu recolhimento. Alguns meses depois pediu ingresso na Ordem. Foi ordenado padre em Bolzano em 13 de julho de 1851. Em 1855, partiu como missionário para a Terra Santa, precisamente para Damasco. Foi martirizado em 1860, aos 33 anos. Pio XI o beatificou no dia 10 de outubro de 1926.

Ele deu o nome à nova província austríaca, que se uniu das duas províncias: São Leopoldo (Tirol) e São Francisco (Bolzano) se uniram numa só Província. A nova Província compõe-se de 130 Frades. A sede fica em Innsbruck, na Áustria.

Fonte: “Santos Franciscanos para cada dia”, Ed. Porziuncola