Vida CristãSantos franciscanos › 23/12/2017

Bem-aventurado Nicolau Factor

Bem-aventurado Nicolau FactorSacerdote da Primeira Ordem (1520-1583). Beatificado por Pio VI a 27 de agosto de 1786.

Nicolau Factor nasceu em Valência, Espanha, a 29 de junho de 1520. Recebeu de seus pais uma ótima educação cristã que favoreceu sua natural tendência a elevar-se espiritualmente. Temperamento de artista, teve uma extrema sensibilidade que educou mediante o estudo das artes, especialmente da pintura e da música.

À idade de 17 anos, a 30 de novembro de 1537 atraído pelo ideal do Poverello de Assis, ingressou entre os Frades Menores do convento de Santa Maria de Jesus em Valência, onde professou a regra franciscana no primeiro Domingo do Advento de 1538. Ordenado sacerdote exerceu com zelo apostólico o ministério da pregação e com prudência e discrição na direção espiritual das almas, especialmente das almas religiosas. Depois de ter desempenhado na província franciscana de Valência os ofícios de guardião e de mestre de noviços, em 1571 o rei Felipe II o destinou como diretor espiritual do mosteiro de Santa Clara em Madri onde viviam religiosas clarissas pertencentes à flor da nobreza da cidade e da corte. De Madri passou logo a dirigir às religiosas da Trindade de Valência e logo às clarissas de Gandía.

Durante sua permanência em Madri esteve em íntima relação com o Beato João dos Anjos, a quem “O triunfo do amor de Deus”, escrito em Medina em 1598, chama de “Santo”. E em Valência teve fraternal amizade com o dominicano São Luís Beltran.

Quase no final da vida, profundamente impressionado pela morte do santo amigo, foi atormentado pela preocupação da salvação eterna, pelo qual, não satisfeito com aquele teor de vida, pediu aos superiores poder passar aos conventos-retiros em busca de uma maior austeridade. Obtido a permissão, nos primeiros dias de abril de 1582 passou ao convento de Santa Catarina da Onda em Castellon da Plana. Em novembro do mesmo ano se transferiu para Barcelona no convento do Monte Calvário, donde regressou ao de Santa Maria de Jesus em Valência em finais de 1583.

Teve o dom dos milagres e da profecia. Seus biógrafos contam detalhadamente maravilhosas aparições e celestes tratos com que foi favorecido por parte de Jesus e da Virgem, que o colocou nos braços a seu divino Filho; de São José, de São João evangelista e de São Francisco de Assis. O amor divino tinha inflamado seu coração. Teve que sustentar terríveis lutas com os espíritos malignos que amiúdo se lhe apareciam. Porém, Nicolau sempre saiu vitorioso com a oração.

Recebidos os últimos sacramentos, sua bem-aventurada alma voou ao céu, a 25 de dezembro de 1583; tinha 63 anos. Depois da morte em sua tumba sucederam numerosos milagres.

Fonte: “Santos Franciscanos para cada dia”, Ed. Porziuncola