Vida CristãSantos franciscanos › 15/05/2017

Bem-aventurada Humiliana de Cerchi

Penitente da Terceira Ordem (1219-1246). Seu culto foi aprovado por Inocêncio XII no dia 24 de julho de 1694.

Humiliana nasceu em Florença em 1219, filha de Oliverio de Cerchi, descendente de antigos senhores de Ancona no Vale de Sieve. Em tenra idade perdeu sua mãe, foi educada por sua madrasta Ermelina de Cambio de Benzi, consaguínea de São Felipe. Em 1234, quando, todavia, não tinha dezesseis anos, por vontade de seus parentes, foi dada como esposa a um nobre, num matrimônio de interesse. Viveu no matrimônio cinco anos, e teve duas filhas. Espelhou-se no exemplo de sua parenta Ravenna, que dava a todos um admirável exemplo de piedade cristã.

Em 1239, aos vinte anos, ficou viúva, renunciou a parte de seus dotes para saldar as dívidas deixadas pelo marido e se dedicou com amor à educação de suas filhas. Decidiu viver em castidade e rechaçou as propostas de um novo casamento. Várias vezes pediu às clarissas de Monticelli para ser admitida entre elas, mas não teve resultado. Resignada a viver no mundo, se colocou sob a direção do franciscano Bem-aventurado Miguel de Alberti, progredindo na contemplação de Jesus crucificado. Em 1240, na Basílica de Santa Cruz recebeu o hábito franciscano da penitência: foi a primeira terceira florentina, seguida por uma série de santas mulheres.

Em 1241 pediu e obteve do Papa a autorização de viver separada na torre dos Cerchi, próxima da Piazza della Senhora. Também neste isolamento sofreu perseguições e contrariedades. Privada de seus bens, agradeceu a Deus e passou a fazer penitência. Distribuiu aos pobres o pouco que restou. Foram muitos os carismas com que foi favorecida por Deus: êxtases, espírito profético e  virtudes taumatúrgicas.

Faleceu no dia 19 de maio de 1246 com a idade de 27 anos e foi sepultada na igreja de Santa Cruz.

Fonte: “Santos franciscanos para cada dia”, edição Porziuncola.