OFS

Etapas para ingresso na Ordem

A Regra indica três fases sucessivas para a incorporação na Ordem.

1. Tempo de iniciação. Não se diz quanto deva durar; se dois, três ou seis meses. Todo Conselho, para determinar esse tempo, costuma levar em conta a cultura religiosa do candidato, seu comportamento etc. A determinação desse tempo poderá ser confiada aos Estatutos; em geral é deixada a critério dos conselhos locais.

2. Tempo de formação de, ao menos, um ano. É o período do “Noviciado”. A Regra prescreve um tempo de ao menos um ano: não pode ser menos e pode ser mais de um ano. Se for mais, quanto? As Constituições ou os Estatutos particulares responderão. Deveria haver sempre um período elástico de tempo para que tanto a Ordem como o candidato pudessem, em comum acordo, determinar a data da Profissão.

3. A Profissão da Regra. Pela profissão o neoprofesso torna-se membro efetivo da Ordem e, por todos os direitos, membro de toda a família franciscana. Durante as duas etapas anteriores de formação o novo irmão deve ter recebido de seus formadores o necessário para viver o compromisso que vai assumir. Nesse processo ele foi ajudado e sustentado por um mestre expressamente designado para isso e, ainda, pelo ensinamento, pelo exemplo e pelas orações de toda a Fraternidade.